quinta-feira, 9 de julho de 2009

Trauma Toráxico Contuso

Trauma contuso - O trauma contuso ocorre quando há transferência de energia em uma superfície corporal extensa, não penetrando a pele. Existem dois tipos de forças envolvidas no trauma contuso: cisalhamento e compressão. O cisalhamento acontece quando há uma mudança brusca de velocidade, deslocando uma estrutura ou parte dela, provocando sua laceração. É mais encontrado na desaceleração brusca do que na aceleração brusca. A compressão é quando o impacto comprime uma estrutura ou parte dela sobre outra região provocando a lesão. É freqüentemente associada a mecanismos que formam cavidade temporária.
hipte://notrauma.blogspot.com/2007/09/tipos-de-trauma.html
¨
Esse era meu diagnóstico, internado no Hospital João XXIII, depois que bebi e dormi ao volante na última quinta-feira de madrugada. Encontrei uma árvore pela frente e por pouco não me mato e mato outras pessoas que poderiam estar no meu caminho. Agora to em recuperação. Fraturei o Esterno, osso que fica no meio do tórax em cima do coração. Corri o risco depois da batida de lesão no coração (infarto), coagulo ou hemorragia interna. Felizmente nada disso aconteceu. Fiquei internado 4 dias em risco cirúrgico.
¨
Estou em repouso e tomando analgésico pra suportar a dor que é intensa. Em menos de 1 segundo vc morre e nem se da conta. Experimentei e não recomendo. Me foi dada uma outra chance e posso comemorar uma nova data de nascimento: 03/07/2009. Precisei tomar uma grande porrada no peito pra entender.
¨
Agradeço a todos os amigos que estiveram e estão comigo me apoiando em todos sentidos. Serei sempre grato a todos. Principalmente a Daniela, a Dandan e a Rogério Peter, meu primo. Minha família e todos amigos que se dispuseram a ajudar.
¨
Ainda estou refletindo sobre tudo que aconteceu, mas sei que muita coisa mudou na minha vida a partir do acidente. NÃO sou mais o mesmo. Ainda não sei o que mudou em mim. Mas saber que estive perto da morte por pura irresponsabilidade me deixa envergonhado. Muitos me pediram juízo. Que juízo posso fazer do acontecido? A alguns anos tive problemas com bebida e parei por anos de beber. Depois de um trauma pessoal voltei a beber. E fiz muita bobagem. Contudo essa foi a pior porque além de colocar a minha vida em risco, arrisquei a vida de pessoas que poderiam estar no meu caminho naquela madrugada. Se tivesse acontecido o pior? Se tivesse atropelado e matado alguém?
¨
Agora sinto o peso da minha irresponsabilidade e vergonha perante minha família e amigos. Tenho outra chance. Vou recuperar minha saúde e caminhar com mais humildade, sabendo que devo uma pra vida.

9 comentários:

Dani disse...

Oiii garoto!!

Nossa não gosto nem de lembrar....
Nem sei o q dizer, acho q já disse, ocorreram muitos puxões de orelha, mas o maior é vc mesmo q está lhe dando!
Agora é se recuperar,e trilhar um outro caminho, acho q já sabe q pode contar comigo, né?
Saúde, estou feliz por estar bem!
Beijo!!

kennedy rafael disse...

Brigadão Dani nem sei como agradecer tudo que fez por mim nesses dias. Hoje conversando por telefone com um amigo que não vejo a muito tempo, o Elias, me disse que agora eu não preciso decidir nada apenas refletir sobre as mudanças que virão. E certamente virão.

Polly Etienne disse...

rafael do céu...achei que desde aquela época vc não bebia mais:( não sabia que tinha voltado:( Que susto este acidente. Que vc se recupere logo...bjao

kennedy rafael disse...

Pois é Polly,, voltei sim a beber, infelismente. Agora é recuperação e vida nova. Brigado peça força meu anjo.

Liquidificador a Gas disse...

Às vezes precisa ser assim, coisas "punks" acontecem quando nossa realidade está muito distante.
Costumo ver esses revezes, como grandes oportunidades de aperfeiçoamento. E, ninguém melhor que você pra saber onde o sapato está apertando!
Desejo ótima recuperação e muita tranquilidade!

kennedy rafael disse...

Uma realidade distante. Venho refletindo sobre isso. Onde esta minha verdadeira realidade? Existe uma realidade pra mim e acho que vou pegar esse caminho de vez. Bjo Roberta.

Liquidificador a Gas disse...

Kenny, acho que a realidade não é um caminho reto, no modelo do "caminho da salvação"!
Ao meu ver, basta que estejamos atentos às nossas verdades.
Como isso é um exercício interno, à medida que crescem as demandas externas, fica mais difícil praticar. Somos facilmente corrompíveis e tudo o que nos distrai é sempre mais sedutor.

Polly Etienne disse...

seu doido...

kennedy rafael disse...

Esse momento pra mim é excencialmente de reflexão. Essa noite mesmo sonhei com carros. Não me lembro bem do sonho. Mas por alguns instantes imaginei que tudo, tudo que aconteceu comigo, o acidente, fosse um sonho somente. Mas não foi. Foi real e traumático em vários sentidos. Uma mudança se desenha em minha vida. Novos caminhos, novos sonhos um sentido de anciedade modificada. Sabe-se lá.